Eis minha poesia. Toma, agora é tua!

quarta-feira, 4 de maio de 2011

Querença

Em cada ponto da minha vontade,
uma querença de poesia.
Em cada ponto da minha poesia,
uma vontade.

Só me faltam palavras,
porque derramam de mim os sentimentos.

Matheus Matos