Eis minha poesia. Toma, agora é tua!

terça-feira, 18 de julho de 2017

senhora poesia

senhora poesia

há tempos não me visitas
todas as outras vezes
embora rápida e sorrateira
me trazias
em teus braços
em teus beijos
em teus suspiros e delírios
em teus sussurros
um pouco de paz

há tempos não me alimento de poucos
ainda que poucos fossem os meus prazeres
nos tempos em que me visitavas:
trazias um amor cadente
um amor eterno
um amor ardente
volta e meia um amor em paz
às vezes até o meu amor próprio

mas meus poucos se foram
agora tenho muitos
afazeres
muitos sem paz
e de longe eu vejo como riste de mim
de longe me assistes
e eu a ti

hoje tu vieste sem querer
me deste um beijo rapidinho
deixaste palavras sem verso
me fizeste falar de ti
e foste embora novamente

e eu continuo ainda aqui
sempre em riste
esperando o pouco da minha paz

Matheus Matos


domingo, 16 de abril de 2017

ainda não fossem os teus



todos os caminhos
em que eu te amo
me atravessam
são caminhos meus
e ainda que fossem teus
os meus caminhos
e os teus
os teus carinhos
e os meus
me atravessam
os teus vinhos
seriam meus
seriam teus
meus versos sozinhos
mesmo que meus caminhos
ainda não fossem os teus

Matheus Matos

sexta-feira, 31 de março de 2017

voo feroz



gif from https://giphy.com/gifs/artstudiovictorvidigal-l2Sq29xxUmPSNVcY0

sábado, 25 de março de 2017

bela

esses dias eu acordei triste
nem soube o que falar

às vezes a gente sente a dor
mas não sabe mais chorar
era preciso dizer tchau
olhar em teus olhos redondos
mirar o teu mundo de sonhos
eu queria te abraçar

é preciso dizer tchau
mas só agora pude pensar
na minha infância feliz
eu já peguei em teu nariz
te fazendo me amar

eu sei que a vida é um ciclo
mas não sei como reciclo
esse amor que só sei
te dar

Matheus Matos