Eis minha poesia. Toma, agora é tua!

terça-feira, 27 de janeiro de 2015

black holes



Ela tem o universo nos olhos
galáxias perdidas em sua íris
e buracos negros sugando o tempo
têm meus olhos também seus universos
                                                       
se lágrimas lhe são galáxias tristes
com suas estrelas
a derramar
os meus têm buracos negros
a chamá - las
                                                               
se rimos sempre
do tempo perdido
do impossível
da vida
temos universos a se amar

Matheus Matos
Crédito da Imagem: http://www.geekpause.com/brain-teasers/top-15-black-hole-facts/